segunda-feira, 18 de maio de 2015

Composteira / Minhocário

Resolvi testar a compostagem com minhocas vermelhas californianas, pelo que pesquisei o custo de um minhocário pronto nem é tão alto, eu vi um kit pronto aqui com caixas + terra + húmus + 200 minhocas por R$ 220,00. eu paguei R$ 110,00 somente nas caixas e com mais terra preta e húmus e 100 minhocas acabou saindo por mais R$ 30,00, ou seja, o meu custo foi de R$ 140,00.

Vamos lá:

Não esqueça de lavar as caixas com detergente e enxaguar bem, parece que elas não estão se dando bem com o desmoldante.

Comprei 3 caixas pretas de 26 litros, uma tampa e uma torneira.


Fiz diversos furos de 5 mm em duas caixas.
Mas por quê 5 mm? Porque as minhocas californianas atingem até 5 mm de diâmetro e achei que seria uma boa medida.


Nos manuais indicam fazer furos nas tampas para arejar, mas como vou deixar no ambiente externo, coloquei ripas para levantar um pouco a tampa, pois com furos poderia haver alagamentos em dias de chuva.


Coloquei a torneira na terceira caixa, 5 dedos de terra com húmus em uma delas e ficou assim.


Coloquei as caixas em um local fresco e protegido do sol, e coloquei aproximadamente 100 minhocas vermelhas californianas, agora é esperar alguns dias para as minhocas se adaptarem e começar a lançar o comida.
Lá onde comprei as minhocas me disseram para não colocar alimentos que fermentem, como pão e arroz.

19/05/15 - Puts, 10 horas de uso e já apareceu a primeira praga, formigas, milhares delas, vou fazer uma barreira de gergelim, parece que as formigas detestam. Também vou pintar o tijolos com cal e fazer barreiras com carvão moído nas laterais internas da composteira e por fim, jogar borra de café seco sobre o composto, acho que assim dá certo.
22/06/15 - Depois que pintei os tijolos com cal as formigas desistiram.
24/06/15 - Mentira, não desistiram com a cal, tive que apelar para o k-othrine, apliquei um pouco nos tijolos.

domingo, 17 de maio de 2015

Açafrão-da-terra (Curcuma longa)

Descobri duas coisas sobre o açafrão, que tem uma das mais belas flores que eu já vi.


E que tem um monte aqui na chácara.
Mas peraí, tem um monte e você nunca viu a flor?
Pois é, eles ficam na sombra, e na sombra elas não florescem, eu notei que a mudas estão "caminhando" em direção ao sol.
Mas enfim, vou aproveitar as propriedades paisagísticas dela, vou fazer mudas e espalhar pelo mundo.

Na verdade  descobri três coisas sobre o açafrão, que o pigmento amarelo dele leva uma semana para sair da pele, recomendo usar luvas quando for manusear os rizomas e gemas.

Apesar de ainda não ser época (é preferível na primavera), separei os Rizomas e Gemas e passei uma pasta cicatrizante, depois plantei em vasos com bastante matéria orgânica.





18/08/2015 - De todos estes vasos acima apenas 3 brotaram, os outros apodreceram. Vou plantar mais agora na primavera.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Minhas Pimentas

Como a horta não tem se dado bem, resolvi testar o plantio de pimentas em alguns canteiros, já tenho mudas de Malagueta, Jalapeño, Biquinho, Habanero, Dedo-de-moça e Cayenne mas como não identifiquei as mudas na hora de replantar e misturei tudo, tenho que esperar produzir para saber qual é qual agora.

E porque não pimentas, são rusticas e não dão trabalho.
Mas é claro que dão trabalho. As pragas como fungos, besouros, caramujos e ácaros adoram as pimenteiras e vou tentar fazer o controle com as mesmas caldas das verduras.

Comprei pela internet algumas sementes de pimentas "nucleares" e semeei ontem (segundo dia da lua minguante), são sementes da Buth Jolokia e da Trinidad Scorpion, as mais ardidas do mundo. Também comprei uma bandeja in natura de cada para experimentar e tirar sementes, bem, quem quiser saber o resultado da degustação deve conversar comigo pessoalmente, não dá para falar o que sinto aqui no blog, ele é liberado para menores...
Fiz uma conserva delas e vou deixar curtir um pouco, depois vou chamar só os mais chegados para experimentar.

Também semeei a murupi amarela e vermelha assim como uma tal de vulcão e uma ornamental picante de vaso, assim como a habanero Chocolate e a Peter (parece um pênis).

Classificando fica assim:









Só está faltando a clássica Cumari, está difícil achar sementes.

Tenho também duas ornamentais que não consegui classificar, uma se chama ornamental picante (tudum, tussss) e outra é uma tal de Black Pearl, bem bonita, parece a cumari, mas é preta enquanto está verde e as folhas e caules são escuras, é bem picante também.

Tem gente que gosta muito de pimenta, só de comentar que estava tentando semear a Buth já recebi uma encomenda de mudas.

A Horta

Já faz alguns meses que tenho tentado cultivar uma horta orgânica, no começo (em dezembro) era assim:




Fiz as caixas na medida 1,5 x 0,75 m para aproveitar melhor as tabuas de 3 metros, passei fundo e pintei a caixas, limpei a área, encaixei os canteiros no chão, e fiz coberturas de sombrite fáceis de mover, coloquei terra peneirada e bem adubada com compostagem, húmus, terra vegetal e esterco curtido, e no começo parecia que ia ser legal.
Mas então todos começaram a adorar a minha horta, os fungos, a lagartas, os besouros, os caramujos, os cupins e as plantas daninhas.
Descobri que plantar couve sem veneno no verão é quase impossível por causa dos pulgões e lagartas.
A cenoura simplesmente não vai, assim como o rabanete, eles brotam fora da terra e não desenvolvem,  tentei uma dica de semear a cenoura na lua minguante, parece que melhorou.
A alface americana plantada no verão parece um cipó.
A alface no geral não sofre ataque de comedores de folhas, mas estacionou por causa dos cupins no solo.
O almeirão vai legal.
A rúcula é devorada por todos e não se desenvolve bem, parece que ela se dá melhor em época de estiagem.
A salsinha é uma nojenta, pensa numa planta enjoada, já a cebolinha é praga.
Os temperos como manjericão, alecrim, sálvia e outras ervas se dão muito bem.

Mas parece que no inverno as verduras se desenvolvem melhor, já notei uma mudança no desenvolvimento delas depois que o clima amenizou e as pragas não atacam tanto.
Vou fazer um teste com couve-de-bruxelas e alcachofras agora no frio, eu semeei no verão e nem vingaram, semeei agora no outono e obtive 60% de germinação.

Vou tentar o controle de pragas com caldas de fumo, alho, cebola, sabão e suas derivações.

Pode não parecer, mas uma horta dá trabalho e tem que ser verificada todos os dias, se passar algum detalhe despercebido de infestação de pragas ou desenvolvimento perde-se tudo.

terça-feira, 28 de abril de 2015

Cobra-Cipó-Verde (Philodryas olfersii)

Recebemos mais uma visita "ofídica". É inofensiva (ou não), se alimenta de pequenos pássaros, roedores, rãs e insetos e é ocasionalmente arborícola.



Faz alguns dias que esta cobra verde está zanzando por aqui, na pesquisa que fiz verifiquei que há muita confusão sobre a identificação ou sobre ela ser venenosa ou não. 
Quando se pesquisa por cobra-cipó ou cobra-verde aparecem diversas especies diferentes, mas refinando a pesquisa para Cobra-cipó-verde ou cobra-cipó-listrada as imagens e informações condizem melhor com as características da nossa amiguinha, e há quem diga que ela não é peçonhenta pois sua dentição é opistóglifa e não tem veneno, ou que possui uma toxina na saliva que é injetada pelos dentes posteriores, há o relato de uma criança de 10 meses que morreu vitima da mordida (e não picada) desta cobra no rio grande do sul, este incidente foi até tema de uma tese de mestrado.
Estamos de olho nela.

sexta-feira, 6 de março de 2015

Sagui

Sagui de tufos brancos - Mico estrela de tufos brancos ( Callithrix jacchus ).

Vejam quem apareceu aqui em casa, ela (presumo que seja fêmea) é muito mansa e vem todos os dias comer as bananas que deixo na arvore e as pitangas e pinhas que estão em época.
É muito mansa, deve ter fugido de cativeiro.



quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Saí Azul (Dacnis cayana)

Não tenho dúvidas que  fomos visitados por uma fêmea de Saí Azul se alimentando no pé de pitanga.
Não consegui tirar foto então peguei da internet.

 A fêmea é verde com a cabeça azul, muito chique.


O macho é Azul e Preto, parece um galã mascarado.



sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Mini Cocho

Eu passei em frente a um colégio na tuiuti e os funcionários da prefeitura estavam cortando a cerca viva, pedi um tronco para fazer um mini cocho, ai alguém perguntaria, e a mangueira que foi derrubada na chácara, e eu respondo, as fibras da madeira da mangueira "destroem" as brocas chatas, então eu usei esta da cerca vida para testar enquanto a lenha da mangueira seca.
Com uma serra copo de 100 mm fiz a "moldura" do furo e depois com as brocas chatas e o formão fui cavando até dar forma. Fiz um furo generoso no fundo para drenar bem a água já que desde o principio tinha a ideia de plantar orquídeas,
Os pés foram no mesmo esquema dos cochos grandes, e as duas varas de bambu (estas de espetinho) eu furei direto no fundo do cocho, é para amarrar as folhas da planta com mais mais firmeza.












quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Orquídea Olho de Boneca Amarela (Dendrobium fimbriatum)

Gratíssima surpresa me apareceu no tronco da mangueira esta semana.



Estou com a ideia de fazer um tronco pendurado por correntes com esta orquídea, igual ao chifre de veado. de duas postagens atras. aqui

Vasos no estilo cocho

Triste foi o destino da mangueira, ele não tinha mais lugar neste mundo, não neste lugar.
Então de uma tragédia inevitável eu fiz arte.


Com a motosserra fui esculpindo o interior do tronco e dei o acabamento com um formão e fiz alguns furos para escoar a água. Para os pés cortei galhos de goiabeira ou cerejeira silvestre e deixei secar, todos com mais ou menos 32 mm de diâmetro, com uma broca chata de 31 mm fiz 4 furos mais ou menos a olho e ajustei os pés e apliquei com cola de madeira, passei ainda um selante no interior do cocho.
OBS: esculpir com a motosserra não é coisa para gente com juízo mais ou menos, tem que ter muito cuidado.
Se não tiver motosserra dá para fazer um esquadro com a serra circular e depois vários furos com brocas chatas, e depois acabamento com o formão.
Eu acho que eles devem durar uns 4 anos, então não adianta plantar algo que dure muito, como samambaias e rosas do deserto.


Estou fazendo vários testes e todos dão um excelente resultado, todas as flores que plantei se adaptam muito bem a eles.




Eu tive infestação de broca da madeira em alguns cochos, fiz tratamento com jimo cupim e parece que deu certo. parece que quando a madeira seca mais, o risco de infestação é menor.